Buscar
  • Galeria de Arte Vitória Barros

Hoje, perdemos uma grande amiga, Creusa Salame.

Uma mulher de muita poesia e perseverança.

Dona Creusa, assim gentilmente chamada, encontrou nas artes um projeto de vida e cura que empreendeu com afinco nos últimos 15 anos de sua existência.

Foi uma Poetisa que escreveu com linhas e bordados suas estórias. Recortou emoções, coletou cacos de memórias, e cerziu uma amálgama de afetos conquistando espaço, atenção e o carinho do circuito de artes em Marabá.

Sempre dedicada, produziu incansavelmente até não poder mais. Aos 10 anos se iniciou na costura, ofício que mais tarde lhe levaria a um pensamento muito particular de expressar sua arte, a assemblage.

São inegáveis as semelhanças estéticas aos movimentos de expressão construtivista. As cores e as formas bem marcadas ou geométricas, a justaposição de texturas e volumes como elementos básicos em muitas de suas criações. A ilusão da arte como o único elemento das artes plásticas e pictóricas, como no Manifesto Realista (Rússia, 1920).

Ao confeccionar seus queridos panos de prato, multicoloridos e incomuns para um simples dono de casa, ou em seus pássaros de cerâmica, entre botões e aviamentos, Creusa expressou uma incrível vontade de viver com arte, e isso a saudamos!

Que sua alma de artista agora possa descansar ao lado do criador que lhe concedeu nesta vida tantas habilidades, tantos talentos.

E assim se apaziguaram, panos de prato e de chão!

Creusa Salame

Nasceu na cidade de igarapé-Açu, no povoado de São João do Jabuti, no Pará, em 1940.

Como escritora, publicou os livros ‘Crônicas e Poesia’ (2013), ‘Algumas verdades’ (2014) e ‘Vivências’ (2015), os dois últimos pelo Projeto Tocaiúnas, de literatura marabaense.

Na Galeria de Arte Vitória Barros realizou sua primeira individual, a exposição Linhas de Criação, com texto de Ana Maria e Alixa Santos, em 2007. Participou de diversas exposições coletivas, como Mostra Mulheril (2013 e 2019), Coletiva de Verão (2011), Mostra Itacaiúnas (2013) e mais individuais como Recortes (2012), Cá com meus Botões (2014), Passarada (2016) e com muita honra para instituição, a Mostra Um Tanto de Mim exibida na Ocupação Três corpos feitos de arte, em fevereiro deste ano.

Seu enterro ocorrerá no Cemitério Parque das Flores (Rodovia Transamazônica, 5254, Amapá), nesta quarta-feira (16/09/20), com cortejo saindo da Araguapax (Praça da Bíblia, Transamazônica, 1899, Cidade Nova), às 08h.

Devido normas de saúde não haverá velório e no cemitério somente 10 pessoas poderão se aproximar do caixão, permanecendo as demais em distância segura.

Com carinho,

A equipe da Galeria VB

Vitória Barros

Ieda Mendes

Ana Maria

Natacha Barros

Bino Sousa

Paula Santos

Hellen Moreira





















Fotos de Helber Messiahs para exposição Cá com meus Botões, em 2014.

99 visualizações

© 2015 por Galeria de Arte Vitória Barros.

Orgulhosamente criado com Wix.com 

Av. Itacaiúnas, 1519. Novo Horizonte, Marabá-PA.

68503-820