Buscar
  • Galeria de Arte Vitória Barros

Matéria de Fé - projeto Deterioração de Bino Sousa


“imagem e semelhança”

Em Matéria de Fé, Bino Sousa traz sua experiência com o ferro do projeto Deterioração (2015) para criar representações de um imaginário particular, porém, de amplo valor coletivo. Fundindo ideias, que ora vistas dispares, persegue a matéria prima como elemento estético e simbólico que nestes trabalhos a sacralidade vem acrescentar novas reflexões. Com uma trajetória dedicada a figuração, Bino Sousa retoma aqui sua preocupação com as imagens que motivam sua religiosidade, experiência já abordada por ele em Releituras Sacras (2012).

Aqui, Bino procura evocar, na materialidade da imagem pelo meio, questionamentos sobre a própria natureza da fé equiparada às propriedades do ferro e, neste caso, da própria obra. O que é necessário para mantê-las a salvo do tempo? A corrosão é inevitável?

Na expressão do artista, conformada em representações religiosas, as imagens também pronunciam suas próprias questões, lembram as apropriações históricas que foram e ainda são incutidas no lugar de onde falamos, seja cultural ou econômica, uma Amazônia na qual ainda podemos ver e sentir a face da colonização.

As imagens têm grande poder social, são elas responsáveis por nossa identificação com o mundo, nossa memória individual e coletiva, e de reconhecimento de nós mesmos enquanto indivíduos. Imagens são sua representação, não são somente o suporte em que são imprimidas, nem somente aquilo que conseguimos assomar em nossas cabeças.

O estudo das imagens tem a ver com a condição que são criadas, utilizadas e memorizadas. Na Antropologia da Imagem de Hans Belting, o próprio corpo representa a imagem, pois ele é o meio vivo para que essas sejam geradas e reconhecidas, mentalmente ou fisicamente organizadas num espaço social. Não só ao campo da visão as imagens têm atuação, sua percepção distende para além da forma externa, ‘o corpo é o arquétipo das imagens’ diz o historiador. Considerar a potência do imaginal, é considerar também a potencialidade do corpo, pessoal ou coletivo.

Entre imagens mentais e imagem materiais, a obra de arte é a convicção da materialidade.

Natacha Barros


40 visualizações

© 2015 por Galeria de Arte Vitória Barros.

Orgulhosamente criado com Wix.com 

Av. Itacaiúnas, 1519. Novo Horizonte, Marabá-PA.

68503-820